quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Você !





Você sonho dourado,                                           
você esperança perdida.
Você !  Você adorado,
você, você minha vida.
                              



             


                                       
                                             
             Você realidade sonhada,                           
            presa no fundo do peito,
          por quem choro alucinada,
             você desejo desfeito.








Você caminho perdido,                          

beijo doce e sensual,
que foi loucura, querido,
causou bem e foi meu mal.






Você que passou apressado,
deixando pra sempre marcado
o meu coração, sem querer.
Você, que tudo resume,
de quem eu tenho ciúme...
Ciúme que não devo ter !










                                                 07/01/1982

Nebulosa



Manhã escura e bolorenta,
que amanheceu no meu dia,
me trouxe somente saudade,
ao invés de alegria.



Fiquei triste ao te ver,
quando despertei pensando,
coisas minhas, coisas nossas,
e que estão me magoando.


Meu corpo ardente contrasta,
com o gélido vento de ti,
e traz-me recordações
do que vi e que senti.


Que te tornes logo noite,
junto com as esperanças,
e adormeças com meus sonhos,
e com as minhas lembranças.





05/01/1982



Te amo.





Sozinha em casa eu fico,
cismando sempre assim:
"__Será que lá tão distante,
ele também pensa em mim ?"

                      Quero que a noite me encante,
                      me embale e acalante
                      enquanto te espero.
                      E quero que ela te diga,
                      como ardorosa cantiga,
                      que te amo e te venero.





                                                                         04/01/1982

Estes versos foram escritos num período em que apesar do sofrimento, o amor me fazia superar todas as tristezas.  
Hoje não creio mais no amor !!!  
O amor só serve mesmo para nos tornar fracos e incapazes.
Ele só é eterno enquanto dura.

Alessandra















A mor e muita bondade,
L uz no seu caminho,
E sperança e paz na sua vida,                        
S ucesso e muita alegria.
S orrisos !  Sorrisos mil !
A ltas realizações por aí,
N ovidades todo dia !
D eus te dê muita ventura,
R iqueza para o espírito,
A lma sempre e sempre assim.

                                                                       
A ssim como existem distâncias,
L ugares remotos e tristes,                                        
E sabemos que um dia a vida,
S eparar-nos-á;
S e Deus ouvir nossas preces
A de nos manter assim juntas
N o pensamento.
D o seu carinho e ternura lembrarei,
R everei sempre seu rostinho amigo
A onde minha alma e meu corpo estiverem.








                         





                                                                           22/10/1984

Estas palavras foram escritas para atender a um pedido de uma criança que queria uma prova de que poderia se escrever um texto, usando as letras do seu nome. Era uma criança muito especial. Alguém a quem nunca vou esquecer.





Estranha história.











Ando por aí triste e vencida,                     
olhando o passado.
Saudade vem molhar meus olhos,
meu ser pranteia, amargurado.






Porque passam os dias -  me pergunto -
e o tempo não para na felicidade ?
Porque viver, se no passar os dias,
o que nos fica de resto, é só saudade ?



Nem mesmo o tempo apaga a lembrança
de um sentimento tão forte e tão intenso.
Um sentimento que venceu barreiras
e que caiu vencido, embora imenso.



Só é eterno aquilo que perdura,
que permanece vivo na memória.
Será eterna também, cá neste mundo,
a nossa estranha história.




                                                                            07/11/2004

Homenagem a Mãe.




A mamãe lava e passa,
cuida de nós com carinho,
e como agradecimento,
nada melhor que um beijinho.

                           




Mamãe flor desabrochada,
no meu jardim de esperança,
que enche de alegria e encanto,
meu coração de criança.




Mamãe beijo sua face,
e adormeço em seu olhar,
pedindo com todo jeitinho,
nunca deixe de me amar.



















No seu dia, mãe querida,
que é das flores, mais formosa,
que caia em sua cabeça,
uma tempestade de rosas.

















                             05/05/1982


A mamãe.



No seu dia mamãezinha,
cheio de grande emoção,
te entrego embrulhadinho,
meu pequeno coração.





Coração que bate, bate,
acompanhando o seu,
sem parar, agradecendo,
a mamãe que Deus me deu.

                   










E deu com tanto carinho,
e com amor tão profundo,
que a mamãe é para mim,
a melhor coisa do mundo.



A melhor coisa do mundo,
a mais terna, a mais querida,
a mãe mais bela de todas,
a razão da minha vida.


E somos muito felizes,
por termos em grande bem,
a querida professora,
que é nossa mamãe também.




                                                       
   05/05/1982



Feita em homenagem a todas as mães da turma do meu filho. 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Falando de amor.





Quando o dia se acaba e a noite cai sobre a terra,
o orvalho miúdo e morno, vai molhando todo chão.

Quando tu te distancias, meu olhar triste se cerra,
e as lágrimas molham todo o meu coração.






"Existem momentos felizes, a felicidade não existe."
Porque frase tão cruel, se ainda existe amor ?
Enquanto o amor existir,muita gente será triste,
mas outros serão felizes, longe, bem longe da dor.





É lindo amar, e amando se ter esperanças,
mesmo que o amor traga sofrimento, luta e pranto.
O amor nesta terra, assemelha-se à criança,
sem êle o mundo expira, sem mais riso e canto.





Ah, amor, ternura que nasce da pureza,
de olhares que se cruzam, de corpos que se entrelaçam.
Ah, amor, casto !  Santo !... Amor nobreza,
fusão singela de dois seres que se casam.







                                                                            11/05/1974










Maria do Beco

                                                                                                 MARIA DO BECO       Conheci ...