quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Te amo.





Sozinha em casa eu fico,
cismando sempre assim:
"__Será que lá tão distante,
ele também pensa em mim ?"

                      Quero que a noite me encante,
                      me embale e acalante
                      enquanto te espero.
                      E quero que ela te diga,
                      como ardorosa cantiga,
                      que te amo e te venero.





                                                                         04/01/1982

Estes versos foram escritos num período em que apesar do sofrimento, o amor me fazia superar todas as tristezas.  
Hoje não creio mais no amor !!!  
O amor só serve mesmo para nos tornar fracos e incapazes.
Ele só é eterno enquanto dura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maria do Beco

                                                                                                 MARIA DO BECO       Conheci ...