terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Hospital




Sempre que passo perto de hospitais,
a nostalgia invade o meu ser,
lembro-me de um tempo que ficou pra trás,
quando eu lutava para reviver.


Quando anoitece, cada um é o amigo,
que ouve as mágoas, anseios e saudades,
e é sob este teto que ajuda e dá abrigo,
que crescem mais e mais as amizades.


O clima é de pureza e união,
e de espera da cura com esperança.
No hospital cada colega é um irmão
e em cada um há um adulto e uma criança.


Lembro-me sempre de uma casa antiga,
que recebeu-me doente e alquebrada.
Devolveu-me a alegria, a casa amiga.
Devolveu-me à vida. Estou curada !!!



                                                                10/08/1981

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo.

                                                      Na trilha do sol, nas asas do vento,                      envolto em luz, o olh...