quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Realidade



                       
                       
               


                      Desde que o ser humano passou a existir no Planeta, um “fantasma” o acompanha e assombra.
    Hoje, mais do que  nunca ele ganha e dimensões espetaculares. Já não pode ser detido nem medido. Trata se da violência.
                 Em suas diversas formas , com seus mil nomes,  saltam nossos muros, arrombam nossas portas, sequestram nossos conhecidos, matam nossos semelhantes, abusam de nossas crianças,
 violentam nossas  moças, Estupram nossas mulheres. Faz mais ainda: assaltam nossos trabalhadores, roubam nossos carros,  viciam nosso menores, diminuem nossos salários, deixam-nos sem emprego...
 E tantas e tantas coisas nos faz esta tal violência, que não se fala de outra coisa, que não seja ela.          Muitos têm soluções milagrosas para esta crise,  outro mais realistas, apresentam soluções mais
 lentas que se instalariam gradativamente. Todas parecem sérias e eficazes, mas na verdade, ninguém tem muita certeza do efeito.
                 Dentre os muitos tipos de violência, podemos destacar os seguinte :


- VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO: Acontece nas ruas e estradas, envolvendo motoristas, pedestres, motociclistas, ciclistas e etc. Inclue-se atropelamentos, discussões, brigas, intolerância e etc.

-VIOLÊNCIA DOMÉSTICA :  Sucede-se nos lares, envolvendo parentes, crianças, idosos, amigos, vizinhos. Inclue-se brigas, discussões, calúnias, difamações etc.
                                                                                   
 - VIOLÊNCIA NAS RUAS: Envolve pessoas que não se conhecem onde uma é agressora e outra a vítima. Inclue-se aí os assaltos, as brigas de rua, as discussões de rua, seqüestros e etc.

  - VIOLÊNCIA SOCIAL: Tem as instituições públicas como agressoras e os cidadãos comuns como vitimas.Exemplo: desemprego, pobreza, fome, falta de moradia, analfabetismo, falta de recursos
 na área da saúde etc.
                        
   Necessário é, que façamos aqui um parêntese para citar a MISERIA, uma das piores formas de violência,   e talvez a causadora de outras tantas. Fruto da desigualdade social, engloba em si a falta de cultura, ausência de perspectivas, falta de oportunidades, de dinheiro etc.

  - VIOLÊNCIA RELIGIOSA: Acontece entre membros de Igrejas e seitas que não têm a mesma opinião. Exemplo: discriminação, proibições, ameaças, agressões, discussões e etc.
                                           
  - VIOLÊNCIA SEXUAL: Tem o sexo ou a sexualidade como diretriz das ações entre seres humanos do mesmo sexo ou de sexos diferentes.Temos neste rol: estupro, ameaças, assassinatos, abuso,
 desrespeito e mais...

                                                                  
              Existem tantas formas de violência, que gastaríamos páginas e páginas para serem citadas.
              E desanimador perceber que tudo poderia ser diferente se os seres humanos se respeitassem. Se assim fosse, uma nova política sócio-econômica seria instaurada e se acabariam as diferenças   sociais. Só então, e somente então, o “fantasma da violência” seria banido do nosso meio... Mas isso interessa    mesmo só ao povão, pois para muitos ela é  uma escada que leva a realização das mais sórdidas ambições.


                          
x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x





      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maria do Beco

                                                                                                 MARIA DO BECO       Conheci ...