sábado, 25 de outubro de 2014

Bem vinda, tristeza .









Veio a tristeza pra morar em meu peito,
Trazendo consigo a amargura e a dor.
Trouxe pra mim recado da saudade,
E carta escrita pelo desamor.


Saudade manda me dizer que quer abrigo,
Embora saiba que eu nem quero vê-la.
Diz que não fica longe da tristeza
Que eu me prepare então pra recebê-la.


Em sua carta o desamor me conta,
Que por aqui passou e eu nem vi.
Deixou uma marca na porta da minha alma,
Depois do pranto solitário que verti.


Falou que anda vagando pelo mundo,
Mas que adorou passar em minha vida.
Me confessou que havia me roubado,
A esperança que eu julgava perdida.



Disse que volta sempre que quiser,
Porque no mundo é este  o seu fado.
Ele é o preço dos erros cometidos,
O espelho onde se mira o passado


Curvo-me então sem ter ressentimento,
Já que o sofrer é minha natureza.
Abraço a amargura e cumprimento a dor,
Que seja muito bem vinda, ó tristeza !!!



                             





                                            23/10/2014



Um comentário:

Seja bem vindo.

                                                      Na trilha do sol, nas asas do vento,                      envolto em luz, o olh...