quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Porque...

    





Das perguntas que fazem aos católicos, uma é extremamente interessante pela sutileza quase pejorativa:
     ___ “Por que , vocês  católicos adoram um Deus morto ?” – referindo-se a Jesus Crucificado, imagem muito usada e divulgada por nós. 
     Olhando os detalhes de meu pequeno crucifixo, cuja pequena representação de Jesus é artisticamente detalhada, vi-me refletindo sobre a afirmativa que fazem de que o seu, (deles) Deus, é vivo e vencedor, referindo-se a Jesus Ressuscitado. Normalmente as pessoas que se preocupam com este assunto, aceitam somente a Cruz  vazia porque nela subentende-se “... não está mais aqui. Ressuscitou !”
    Jesus Ressuscitado e vitorioso é a imagem maravilhosa da destruição da Morte com o Seu Poder, mas é uma forma orgulhosa de encarar o sacrifício que Ele realizou.
     O orgulho pelas vitórias é uma atitude muito humana que não combina com a  finalidade da Morte de Cristo, que era fazer o povo eleito acordar para  a necessidade do amor sem medidas. 
     A Ressurreição era o cumprimento das profecias, mas o sofrimento suportado pelo Filho de Deus, era inimaginável e até Ele próprio, num momento de extrema angústia pediu:
     ___” Pai, se possível, afasta de mim este cálice. “
     O sofrimento de Jesus era profetizado de maneira vaga e obscura, sem se supor jamais que seria em tal dimensão.
     Não foi no momento da  Ressurreição que Cristo provou que me amava. Ali, ficava provado Seu Grande Poder e a sua Matéria Divina. Ali, Ele era o Todo Poderoso, o Esperado, o Glorioso. Jesus Ressuscitado é motivo de orgulho mas principalmente para os orgulhosos.
Na Cruz, Jesus sofrido, magoado e humilhado. Jesus judiado, não por si, por ter cometido algum crime. Na Cruz, Jesus sacrificado, Forte na sua dor, Humilde na sua obediência ao Pai, ali Ele me amava e é meu Amado.
     Naquele exato momento em que se apresentava assim, suado, semi nu, ensanguentado, pregado, dilacerado Jesus provou que me amava com tanta  intensidade, que dava Sua Preciosa Vida por mim... Por nós.  
Com certeza, mesmo que Ele não tivesse ressuscitado, Sua Igreja começaria a partir daquele gesto. Mas Ele Ressuscitou !!! Só que para isso, foi preciso que antes Ele morresse e para morrer, bastou amar. Só o verdadeiro amor leva alguém a se desprender tanto de si mesmo, que dê a vida pelo outro.
     A imagem do Crucificado, é a visualização de um Deus apaixonado por cada um de nós. E não é a representação de um Deus Morto pois o amor torna-O vivo naquele instante.
 Naquele SIM, onde Jesus se entregava como sublime holocausto para nossa purificação e salvação, está a essência de nossa fé.
     Quem, como Ele seria capaz  de morrer, e morte de cruz, por amor? Não só morrer, mas também ser humilhado e maltratado, sofrer dores atrozes na mais completa solidão. Quem???
     Tenho que amar a Jesus naquele exato momento. Tenho que amar a Jesus que me ama e sofreu por mim. Devo beijar cada chaga do seu corpo e absorver cada uma das suas dores! Preciso descer com Ele às trevas e com Ele ressurgir  com uma veste nova. Nova criatura !
     Só Jesus sofrido e pregado na cruz pode me levar a ser humana e a crer no amor.
     Mirando Jesus no momento do Seu Sofrimento, meus olhos podem se abrir para enxergar o sofrimento dos outros e aceitar o meu próprio.
     Ali, vivendo a experiência da dor e da morte, Jesus era o Grande Vitorioso!
     Amar a Jesus e não querer enxergar a Sua Dor, é amar incompleto. Qualquer um, prefere os fortes e os poderosos por isso a imagem de um “Deus Morto” choca a quem não aceita a humildade.

     Felicidade é conseguir amar Cristo na Cruz e ver no sofrimento e na abnegação o caminho certo.
     “Eu te amo Jesus Crucificado, porque pelo seu Martírio ganhaste o mundo!”
     Amo a Jesus Pequenino nos braços de Maria, na manjedoura, na montanha durante o seu sermão, caminhando sobre as águas, entre os discípulos de Emaús, na Última Ceia e de todas as formas e maneiras, mas principalmente eu O amo na Cruz onde padeceu por mim.
     Meu Deus é vivo ! Ele é o Senhor e eu sua serva.
      Ele vive porque morreu por amor.
     Amo esta morte maravilhosa, este SIM Divino que possibilitou a transformação do mundo.
     Obrigado Senhor, pelo seu sacrifício !!!







                                                         07/05/1998

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maria do Beco

                                                                                                 MARIA DO BECO       Conheci ...